O Dom do Sacerdócio

2021-08-01
Espiritualidade

Neste dia em que celebramos o dia do padre queremos iniciar esta nossa postagem com a mensagem que nos deixa Padre Pio, modelo para todos os sacerdotes sobre a missão do padre:

“Trata-se, antes de tudo, de compreender e termos claro que o Padre no altar é Jesus Cristo e Jesus, em cada Padre, revive indefinidamente a mesma Paixão”.

Padre Pio em toda a sua vida sofreu pelos pecados cometidos pelos sacerdotes e consagrados a ponto de aceitar o convite de Jesus à estigmatização para participar ativamente das dores de Jesus como reparação a estes pecados tornando se assim destinatário de uma missão, como cume de um caminho de preparação interior e mística.

Com a mesma preocupação que Padre Pio viveu, o Papa emérito Bento XVI em junho de 2009, quando da abertura do ano sacerdotal, apontou o risco de se ter a fé como um dado já adquirido, principalmente em tempos em que se observa o risco de uma secularização intrínseca na Igreja. Esta secularização pode-se traduzir em um culto eucarístico formal e vazio, em celebrações destituídas daquela participação do coração que se exprime na veneração e no respeito pela liturgia.

Naquela ocasião, Bento XVI destacou:

“É sempre forte a tentação de reduzir a oração a momentos superficiais e apressados, deixando-se submergir pelas atividades e preocupações terrenas”.

É importante para nós fiéis, que tenhamos nossos sacerdotes como exemplos de uma “verdadeira devoção à Eucaristia”, cultivando pelo Corpo e Sangue do Senhor o amor livre e puro que os fazem dignos ministros de Cristo, pois só “a partir da união com Jesus pode-se ter aquela fecundidade espiritual que é fonte de esperança em seu ministério pastoral”.

O termo sacerdócio abriga na sua significação semântica referência à generosidade e ao desvelo no exercício de uma missão. A missão exercida de modo sacerdotal significa corajosa e denodada oferta de si, porque assume sacrifícios, ultrapassa com destemor horários, desafios, situações difíceis e adversas. Vale o bem, o que beneficia o outro. O bem daqueles que mais precisam.

Sacerdócio, então, torna-se referência honrosa e qualificadora de um exercício profissional, de um devotamento voluntário a causas humanitárias e nobres na edificação de uma sociedade mais justa e solidária.

Sacerdócio, no sentido estrito de sua significação, é referência àquele que consagra sua vida a serviço do Evangelho, no seu anúncio, movido por um amor apaixonado por Jesus Cristo. Significa o permanente desafio de traduzir este amor em gestos e comprometimentos, como guia de um povo, educador de sua fé, referência de sua unidade na experiência de celebrar e testemunhar o Deus da vida.

O sacerdote, em expressão própria da teologia sacerdotal da chamada Carta aos Hebreus, é ”tirado do meio dos homens, e constituído em seu favor”. Constituído em favor de todos, por consagração, por uma ritualidade que marca, indelevelmente, o seu ser. O sacerdote é selado na sua existência, apesar de seus limites humanos, como dom, em tudo o que faz, em tudo o que é. É desafiado a ser coerente, verdadeiro, sincero, transparente, a exemplo de seu Mestre e Senhor que “não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”.

Neste dia em que celebramos o dia do padre, devemos ter como compromisso sincero em nossas vidas a oração diária pela perseverança e santificação dos sacerdotes e consagrados, de modo particular por aqueles sacerdotes que fazem parte de nosso cotidiano, os quais em muitas ocasião esquecemos que são a presença de Cristo em nosso dia a dia e o tratamos como simples colegas.

Seguindo o exemplo de Santa Terezinha vamos nos habituar a rezar a oração abaixo que nos foi deixada por ela que disse: “Entrei no carmelo para rezar pelos sacerdotes”.

JESUS, Sacerdote Eterno, guardai os Vossos sacerdotes no Vosso Sagrado Coração, onde nada possa manchá-los.
Conservai imaculadas as suas mãos ungidas, que tocam todos os dias o Vosso Corpo.
Conservai imaculados os seus lábios, diariamente tingidos com o Vosso Preciosíssimo Sangue.
Conservai-os puros e livres de todo afeto terreno nos seus corações, que selastes com o sublime sinete do sacerdócio.
Que o Vosso amor os rodeie e os preserve do contágio do mal.
Abençoai os seus trabalhos apostólicos com abundantes frutos.
Fazei que as almas, confiadas ao seu zelo e direção, sejam a sua alegria cá na terra e formem no céu a sua formosura e imperecível coroa.
Amém.

Queremos convidá-los para, através do vídeo a seguir, e juntamente conosco, da Equipe SanPioTur, prestarmos a nossa homenagem a todos os sacerdotes que passaram e marcaram nossas vidas e sendo portadores de Cristo nos ajudam em nossa missão de levar Cristo para todas as pessoas.